cogumelos alucinógenos

Os humanos têm ingerido cogumelos alucinógenos ou mágicos em rituais tendo contato espiritual com eles desde pelo menos 3 mil anos antes de cristo, mas apesar de há muito tempo sabermos sobre a magia dos cogumelos, ainda temos muito a aprender sobre os cogumelos mágicos ou, mais especificamente sobre psilocibina, a molécula que torna seu cogumelo tão especial.

Há mais de duzentas espécies de fungos que produzem psilocibina, o que o torna esta molécula em si especial não é o efeito de alucinações em humanos, mas a mudança de psilocibina para formar uma molécula diferente chamada psilocina e ainda realmente envia as pessoas por uma viagem porque se liga a um dos mesmos receptores da serotonina, que é a molécula envolvida nas coisas do sono e pressão arterial para regulação do humor e depressão.

O receptor é o 5-ht para um qual também é alvo de outras drogas psicodélicas como LSD e mescalina. Os cientistas ainda não sabem como as moléculas se ligam ao 5-ht para um resultado do receptor e alucinações, mas eles acham que está relacionado a ajudar partes do cérebro a se comunicarem entre si e funciona até mesmo para áreas que não estavam fortemente conectadas antes.

psilocibina

A psilocibina aumenta a força das conexões responsáveis ​​por como você sente o mundo ao mesmo tempo que diminui as conexões responsáveis ​​por como entendemos os sinais do nosso ambiente e alguns cientistas pensam que esta mistura e combinação de como sentimos e entendemos os sinais do nosso entorno é o que pode causar um estado alterado de consciência - um dos efeitos colaterais dos cogumelos alucinógenos, ainda é confuso e às vezes conflitante em grande parte porque a pesquisa sobre o efeitos da psilocibina são, portanto, novas mudanças de política nos últimos 10 a 15 anos permitiram aos pesquisadores finalmente começar a estudar não apenas os efeitos básicos dos benefícios terapêuticos.

Estudos com psilocibina estão normalmente envolvidos desde micro-dosagens até altas doses na presença de pelo menos um psiquiatra, além do interesse terapêutico é para pessoas com depressão resistente ao tratamento.

Cerca de 30% das pessoas com depressão sofrem de depressão resistente , é o que parece ser pessoas cuja depressão não responde ou continua voltando depois de começarem a tomar antidepressivos.

Em um dos primeiros estudos trataram os participantes com depressão resistente os quais responderam à psilocibina uma semana após o tratamento e 60% ainda mostraram melhora nos escores de depressão até três meses depois.

Apenas alguns estudos foram feitos até agora, mas eles parecem sugerir que a psilocibina pode melhorar os escores de depressão de forma bastante dramática - melhorias em comparação com um placebo em comparação com os antidepressivos tradicionais que requerem uma dose diária.

Alucinógenos podem mostrar meses de benefício após apenas uma unica dose, também parece que quando é combinada com a terapia, a psilocibina pode ser muito boa para ajudar a tratar vícios, então os pesquisadores analisaram o álcool e os cigarros também e, novamente, os participantes tiveram melhoras significativas, beberam menos álcool e com menos frequência ou não beberam por até dois meses após receberem o tratamento com psilocibina dos cogumelos alucinógenos.

Comparado apenas a fazer terapia tradicional uma vez por fim de semana para parar de fumar, um estudo mostrou que 80% dos participantes estavam livres do fumo por seis meses e 60% ainda estavam livres do fumo até 57 meses depois, após apenas duas ou três doses de psilocibina.

Uma grande questão para futuras pesquisas psicodélicas é se é possível obter os mesmos benefícios sem a necessidade de uma dose alta de cogumelos alucinógenos, e alguns estudos sugere realmente isso.

A microdosagem de cogumelos alucinógenos se trata do uso regular sem uma viagem alucinógena, mas uma quantidade suficiente para sentir um impulso positivo de humor, entre outros beneficios como insights e melhora na relação de novas e antigas ideias.

Há algumas evidências de que pessoas com experiências de viagem mais intensas têm melhores respostas terapêuticas, o que é ótimo porque a psilocibina não vicia e é realmente difícil de ocorrer overdose com seu uso; ainda pode haver efeitos colaterais, como paranóia e ansiedade.

É realmente difícil tirar conclusões por causa das leis de drogas que tornam a psilocibina difícil de estudar em muitos paises, mas parece que a pesquisa sobre a psilocibina tem um futuro promissor, só o tempo dirá se ela se tornará popular como uma forma de terapia.

Fonte:

No Brasil o estudo com os cogumelos alucinógenos tem se mostrado mais possivel já que é legal o cultivo, o porte e comercio dos cogumelos, sites disponíbilizam os cogumelos secos, a forma mais fácil para psilocibina comprar.